Telefone de marcação:3354-2977 Horário: 7h às 19h

Quem Somos


O GMN - Grupo de Medicina Nuclear oferece um atendimento de excelência em medicina nuclear em Salvador - Bahia. 
Além de uma equipe médica altamente qualificada, com ênfase nas relações humanas, o GMN oferece também os mais modernos equipamentos para a realização de exames de medicina nuclear (cintilografias), além de um espaço físico e instalações elaboradas para proporcionar um atendimento sempre com o máximo de conforto, precisão e rapidez aos seus pacientes.
Atendemos através de convênios e planos de saúde.

O que é? 

A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que faz uso de substâncias radioativas (radiofármacos) para fins diagnósticos e terapêuticos.

Existem aplicações diagnósticas da Medicina Nuclear em diversas áreas como Cardiologia, Oncologia, Neurologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Nefro-Urologia e Infectologia.

Os radiofármacos são administrados por via venosa ou oral e distribuem-se no organismo de acordo com suas características específicas (Ex: Iodo-131 é utilizado na síntese de hormônios tiroideanos, fosfatos-Tc99m são captados pelos ossos).

O grau de concentração do radiofármaco nos tecidos reflete o metabolismo celular, permitindo uma avaliação funcional dos órgãos estudados, enquanto a maioria dos outros métodos de diagnóstico por imagem permite a avaliação anatômica das estruturas.

A radiação emitida pelos radiofármacos para fins diagnósticos é do tipo gama. A dose de radiação utilizada nos procedimentos diagnósticos é em geral similar ou inferior às de outros métodos diagnósticos que utilizam Raios-X.

Nos procedimentos terapêuticos são utilizados emissores de radiação Beta. Suas principais aplicações são no tratamento de doenças tiroideanas e de dores ósseas de origem metastática refratárias a medicações.

A radiação emitida pelo paciente após administração do radiofármaco é detectada por um equipamento chamado gama-câmara (câmara de cintilação) e convertida em sinais que são transmitidos para um computador, processados e transformados em imagens.
As imagens podem ser bidimensionais (planas) ou tomográficas (SPECT).

As imagens são interpretadas por um médico especialista em Medicina Nuclear, fornecendo importantes informações sobre perfusão, metabolismo e viabilidade dos tecidos estudados.


Tipos de exames

• Cintilografia do miocárdio
Para estudar o fluxo sangüíneo nas artérias coronárias e medir função cardíaca simultaneamente.

• Cintilografia óssea
Para avaliar lesões ósseas, fraturas, tumores ou dor óssea sem causa conhecida.

• Cintilografia da tireóide
Para avaliar a função e captação e mostrar a estrutura da glândula.

• Cintilografia renal
Para avaliar a função dos rins e vias urinárias.

• Cintilografia pulmonar
Para avaliar a ventilação e a perfusão sangüínea pulmonar, assim como determinar a presença de trombos.

• Cintilografia hepatobiliar
Para determinar as funções do fígado e vesícula biliar e a obstrução por cálculos.

• Cintilografia para pesquisa de refluxo gastro esofágico:
Determina a existência ou não do refluxo gastroesofágico ou de aspiração pulmonar de maneira rápida e fácil, podendo ser realizado em adultos ou crianças.

Há ainda outros procedimentos, como cintilografia pulmonar com Gálio, para avaliar infecção ou tumor, pesquisa de sangramento digestivo e cintilografia cerebral.

Como é o exame? 

Existe uma variedade de procedimentos de medicina nuclear, mas eles seguem 3 passos principais: administração do traçador , obtenção de imagens e análise das imagens. Os traçadores geralmente são injetados na veia, mas também podem ser inalados ou ingeridos.

Efeitos colaterais ou reações alérgicas são extremamente raros.
Depois de administrado o traçador, o paciente poderá ser solicitado a aguardar por um certo tempo antes de se iniciar a obtenção das imagens , que pode variar de poucas horas a alguns dias, dependendo do tipo de exame a ser realizado.

Na fase de aquisição das imagens, o paciente será posicionado na câmara de cintilação, que será colocada o mais próxima possível da região do corpo a ser examinada. O paciente pode respirar normalmente durante o exame, mas deve ficar imóvel durante o estudo. Quando o exame estiver completo, o médico especialista em medicina nuclear examinará as imagens e elaborará um laudo médico.

Para que serve? 


Apesar do principal uso da medicina nuclear ser para fins diagnósticos, ela também apresenta aplicações terapêuticas para certas doenças , como por exemplo, hipertireoidismo, câncer de tireóide , doença de Plummer e dor óssea.

A medicina nuclear é um método seguro, indolor e de baixo custo, que fornece informações que outros métodos não apresentam. Um aspecto único da medicina é a sua sensibilidade elevada em detectar alterações na função de um determinado órgão. 

Os exames de medicina nuclear são mais sensíveis para detecção de doenças do quea maioria dos outros exames de diagnóstico, pois identifica as alterações muito antes do problema se tornar aparente por outros exames.
 

Após o exame 


O paciente estará apto para reassumir suas atividades diárias normais.
Importante:

Informe ao médico se estiver grávida ou amamentando.

No caso de gravidez é necessário evitar a exposição do feto à radiação.

A maioria dos radiotraçadores é eliminada pelo corpo.

Beber bastante líquido após o exame ajuda a eliminar mais rapidamente o traçador administrado.

Consulte seu médico ou o serviço de Medicina Nuclear se você tiver dúvidas sobre o procedimento.

______________________________________________________________________________

Dr. Bernardo Pedreira Coelho
Especialista em Medicina Nuclear pelo 
Colégio Brasileiro de Radiologia e Associação Médica Brasileira

 

Nosso endereço

Ed. Carlos Aristides Maltez, 3º andar
Av. ACM, 237, 41.825-000
Itaigara - Salvador - BA 


Diretor técnico: Dr. Bernardo Pedreira Coelho - CRM: 14.344
Horário de Funcionamento

Das 6:30h às 20h

Mapa de Localização

Exibir mapa ampliado